Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Cuidados – Bico De Chumbo

como já se referiu em viveiros com aves similares podem híbridar (cruzar com outros).
Para concorrer em exposições:
CLASSE F2 – EXÓTICOS P.E. (ANILHAS DE 1 E/OU 2 ANS)
Bicos-de-chumbo-africanos ou bicos-de-prata (Lonchura cantans), bicos-de-chumbo-de-cabeça-cinzenta (Lonchura griseicapilla), bicos-de-chumbo-indianos (Lonchura malabarica): todos nas cores normais.

Algumas mutações nesta belicisma espécie africana:
Castanho negro, pastel, negro castanho, inô e preta. Anilhas recomendam: 2,50mm.

Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Habitat – Bico De Chumbo

voadeiras avifauna

Tanto podem estar em gaiolas (50x50x40) como podem viver em voadeiras, no exterior em ambos os casos, deve haver um local abrigado do frio, chuva e sol directo. Vivem perfeitamente em colónia.

Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Reprodução – Bico De Chumbo

FILHOTES PITTY

Período aconselhável para a sua reprodução Primavera e Verão, em exterior criam durante todo o ano se a temperatura não for muito baixa, não são muito exigente em relação aos ninhos (abertos – tipo canário ou fechados ou tipo exótico) material usado para a sua construção é muito variável, pode passar pelas misturas de componentes previamente elaborados (sacos de compra) passando por ervas secas, pelo, fibras de coco, algodão, penas entre outros, a sua postura vária entre os 4 a 7 ovos, o choco é partilhada pelos dois progenitores e durante 13 a 14 dias, sairão do ninho com cerca de 18 dias incubação, durante o período em que as crias são ainda pequenas é aconselhável fornecer: papa de criação misturada com papa de insectos e cos-cos.
Podem ser criados pelos Bengalins (há alguma dificuldade), se forem criados pelos progenitores desenvolvem melhor e crescem mais rápido.

Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Alimentação – Bico De Chumbo

painço 1

Sementes para exóticos com um pouco mais de painço e milho Japonês, papa de ovo, sementes germinadas e alimento variados (do qual pouco consomem). Apreciadores de verdura em especial de espinafre e dentes de leão, na altura do desmame deve ser fornecido espigas de painço, para ajudar os mais jovem a desenvolver o hábito de descascar as sementes.

Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Sexo – Bico De Chumbo

BDC3

Quase inexistente, fisicamente é muito complicado de os diferenciar, a única diferença visível é o facto de o macho cantar enquanto a fêmea não.

Publicado por: Prynce H. | 17/06/2009

Biografia – Bico De Chumbo

BDC2

Atenção que há duas espécies muito parecidas de bico de chumbo ( Lonchura cantans) que por vezes leva a enganos e cruzamentos férteis, os bicos de chumbo são originários do continente africano (Mauritânia, Sudão, e Tanzânia), estes são mais arredondados e o formato da sua cauda e mais curta que os seus congéneres bicos de prata indiano (Lonchura malabarica) (são do continente asiático Indiano.

Publicado por: Prynce H. | 16/06/2009

Reprodução – Bichenovi

Estas aves gostam de um ninho fechado, com medidas a rondar os 10 x 10 x 10 cm.

Em liberdade os Bichenovis constroem um ninho esférico em espaços verdes abrigados. Põem cerca de 4 a 5 ovos, que são chocados alternadamente pelos pais, durante 12 a 13 dias.

Durante a época de gestação, estas aves têm uma necessidade acrescida de proteínas animais sob a forma de alimento à base de ovo e insectos vivos

A plumagem das crias surge ao fim de 3 semanas, mas só ao fim de 3 meses é que adquirem a plumagem definitiva. As crias continuarão a dormir no ninho até serem capazes de se alimentar sozinhas

Um casal em boas condições pode ter várias gestações por ano.

Publicado por: Prynce H. | 16/06/2009

Sexo – Bichenovi

big_306

O macho e a fêmea são identicos visualmente, dificultando o trabalho de distinção dos sexos.

Frequentemente, os machos possuem as marcas mais acentuadas na cabeça, mas isto não se aplica a todos os exemplares. Por isso, a forma mais segura de identicar o género da ave é observar o seu comportamento: ao contrário das fêmeas, os machos cantam.

Publicado por: Prynce H. | 16/06/2009

Alimentação – Bichenovi

painço 1

Como alimentação base podemos dar mistura de sementes para aves tropicais de pequeno porte, tais como:  suplemento de milho, painço italiano, sementes germinadas, pequenas quantidades de alimentos verdes.

Arenito deve estar sempre disponível, para que possam satisfazer as suas necessidades digestivas.

Publicado por: Prynce H. | 16/06/2009

Instalações – Bichenovi

GAIOLAS 1

São aves resistentes, mas não suportam o frio e a humidade. Podem ser criadas em gaiola, em recinto fechado ou num aviário ao ar livre com vegetação abundante, tais como arbustos e sebes.

No caso do alojamento ser no exterior é necessário um abrigo noturno com bom isolamento. Durante o Inverno, convém aquecer o abrigo noturno.

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.