Publicado por: Prynce H. | 12/06/2009

Quartetos – Canário De Canto

Os concursos de canto são uma curiosidade à parte que agita o mês de junho no Brasil. Dois meses antes, o Roller começa a ser treinado. Deve aprender a se apresentar a qualquer hora e na presença de pequeno ou grande público. Os melhores cantores são escolhidos a partir de quartetos ou duplas, essas últimas criadas recentemente. A sala de julgamento é pequena, com boa acústica, 22°C de temperatura e iluminada artificialmente. Cada pássaro se apresenta em uma gaiolinha individual, aberta meia hora antes para ele comer e beber. Se um mais afoito cantar antes da hora, é interrompido. Para o julgamento, quatro ou duas gaiolas são empilhadas sobre uma mesa. A apresentação dura 30 minutos, observada a um metro de distância, aproximadamente, pelo juiz. O silêncio deve ser tal que somente os Rollers sejam ouvidos. Os juízes, que estudam a fundo a chamada Teoria de Canto Clássico, avaliam o repertório; a intensidade do canto; a perfeição da apresentação; a emissão do som ascendente ou descendente, lenta ou rápida; a transição de uma tour para outra e a pureza do som nas tours básicas. Consideram também os pontos negativos que são chamados de “tours de depreciação”. Os prêmios vão para o melhor quarteto ou dupla e para o melhor cantos.

Os machos que já terminaram a muda, nascidos de agosto a dezembro, são colocados na gaiolinhas individuais de canto. Elas são postas em estantes, uma ao lado da outra, em um quarto na penumbra, situação que mais estimula o canto. Como cortina, usa-se um tecido de algodão opaco, de cor escura, não muito grossa, para não impedir a ventilação. Após a adaptação, período de uma semana a dez dias, uma divisória de madeira entre as gaiolas evita que o macho veja outro e desenvolva cantos de briga, sem valor para os concursos. Mantidos na penumbra, os canários cantam e exercitam os quatro tours básicas espontâneamente. Quando estiverem cantando de maneira vigorosa e constante, o próximo passo é fazê-los cantar somente se quisermos. Mais uma cortina opaca é usada, dessa vez na estante, para o canário ficar no escuro e parar de cantar quando for fechada. Abre-se a cortina diversas vezes ao dia durante 30 minutos. Ao verem a luminosidade, os pássaros exibem todo o seu canto. É uma fase preciosa de acompanhamento do progresso dos “alunos”, quando se aprende também a perceber as variações do canto do Roller e a acostumar o ouvido a reconhecer as tours. Com o treino, o Roller tende a definir uma seqüência da preferência dele. Esse é o momento de começar a empilhar as gaiolas sobre uma mesa para simular o julgamento dos quartetos ou duplas. O exercício é feito diversas vezes ao dia, por uma hora, até a véspera do concurso.

A cada 15 dias, os canários devem ser postos em uma gaiola “voadeira”, durante três horas, para exercício físico e banho. A oportunidade é aproveitada para a limpeza das gaiolinhas e da estante. Atenção com os machos que estão na voadeira: os briguentos devem ser separados dos demais.

O canto é determinado pela genética e aprimorado pelo exercício. Alguns livros e outros criadores sugerem influenciá-lo com o canto de outros Rollers e indicam o uso de pássaros-mestres e discos para esse fim. Entretanto, a maioria dos criadores considera esse método pouco ético por desvirtuar o canto característico de cada ave.

Para quem tem um casal em casa, há algumas dicas para estimular o macho. Ele poderá cantar na maior parte do dia, o ano todo, se o ambiente for estimulante ao canto.

A motivação é maior quando o ambiente está iluminado e há uma fêmea por perto, cuja presença ele pressinta ou veja. Através do jogo da claridade e da escuridão, é possível concentrar o canto em determinados períodos de tempo e fazê-lo mais vibrante. No escuro, cantará pouco e baixo. Para ouvi-lo cantar entusiasticamente, basta acender a luz. Na época da procriação, a tendência é cantar mais. Porém, se for colocado na mesma gaiola da fêmea, o seu canto diminuirá bastante. Se você tiver mais de um macho, o ideal é que um não veja o outro, para não desenvolverem o canto de guerra, que é pouco atrativo. Quando um não vê o outro, basta um cantar para que os demais se sintam estimulados a fazê-lo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: